quarta-feira, agosto 02, 2006

Sentido único

Borges escreveu algures (ou disse, ou pensou) que muitos cristãos acreditam em Deus mas não se interessam por Ele, enquanto que ele, Borges, não acreditava mas se interessava bastante.
A frase tem o aprumo habitual - e gosto de pensar que também serve para me definir. Flutuo ocasionalmente entre uma fé algo esfarrapada, o querer acreditar e não conseguir, e o sofrer barrigadas de riso quando penso no assunto. Mas interesso-me muito. O interesse está sempre lá. E fico genuinamente angustiado quando desconfio que não é recíproco.

1 comentário:

Alexandra disse...

Identifico-me completamente com isso que disseste.