segunda-feira, maio 07, 2007

"Não é verdade"

«Um dos apresentadores num noticiário qualquer televisivo disse de passagem, certamente pensando nas dezenas de minutos que em cada noticiário se passa especulando sobre o possível rapto de uma menina inglesa no Algarve, que é o assunto a que todos os jornais ingleses dão a primeira página. Não é verdade. Devia ter dito a que todos os tablóides ingleses dão a primeira página. É essa a comparação certa com os nossos noticiários televisivos (com triste relevo para a RTP, a do "serviço público"), a dos jornais tablóides.»

Se o único objectivo deste parágrafo era dar uma alfinetada nos noticiários televisivos portugueses (e pelo que me lembro, qualquer alfinetada é bem dada) julgo que não havia necessidade de alistar a imprensa britânica como dedal. Até porque as distinções entre os tablóides e os broadsheets são sobretudo de tom, de qualidade de escrita, e de apresentação gráfica; as decisões editoriais são frequentemente as mesmas.
A verdade é que o rapto da menina inglesa no Algarve teve direito a tantos minutos no noticiário da BBC1 como as eleições francesas. A verdade é que o rapto da menina inglesa no Algarve foi ontem destaque de capa no Observer, no Sunday Times e no Sunday Telegraph. A verdade é que o rapto da menina inglesa no Algarve volta hoje a ocupar quase metade das primeiras páginas do Times e do Daily Telegraph, curiosamente um espaço muito maior do que o atribuído pelos editores do The Sun, que estão já ocupados com outra coisa.

(No The Sun, já agora, podem ler-se as duas melhores manchetes do dia: 'Swing to the Riot' e 'Paris in prison lesbian alert'. Apenas uma delas diz respeito às presidenciais.)

1 comentário:

F.Santos disse...

Apresento o meu blog:
www.temporalizar.blogspot.com

Cumprimentos,

F.Santos