domingo, março 09, 2008

Telefoneless

Desde a manhã de ontem que a internet não acontece em minha casa. Após um colérico pedido de satisfações às pessoas responsáveis pela internet que me costuma acontecer em casa, fui informado de que o telefone também não está a acontecer em minha casa, e que acontecer telefone é um pré-requisito para acontecer internet. Perguntei ao meu interlocutor se ele não achava um pouco estranho que o telefone se recuse a acontecer na minha casa, uma vez que o meu dinheiro continua a acontecer mensalmente no sítio do telefone. O problema, afinal, era outro. Aparentemente, o sítio de Fernão Ferro onde o telefone recebe as suas instruções para acontecer na minha casa foi vandalizado na madrugada de Sábado por indivíduos que não gostam que o telefone e a internet aconteçam nas casas das pessoas. Estes indivíduos são conhecidos como Luditas (ou, em inglês, "unwashed acoustic hippie scum"). Espera-se que a situação seja regularizada amanhã.
Entretanto vim até ao Rio Sul do Fogueteiro, onde, para meu espanto, há zonas em que a internet acontece sem telefone. Perguntei a um indivíduo com aquele ar extraordinariamente bem-informado conferido pela combinação "óculos/barba/t-shirt dos Kraftwerk" qual era a explicação para este milagre, e ele disse-me que há sítios onde a internet acontece no ar. «No ar? Mas no ar normal?» «Não, no ar normal não funciona. Tem de ser um ar tratado. Mas se o ar for bem tratado, a internet acontece independentemente do acontecimento do telefone».
Não costumo levar este tipo de balela mística a sério, mas o indivíduo disse a verdade: este é o primeiro post do Pastoral Portuguesa escrito no meio do ar. Gostava de ter aproveitado melhor a ocasião, mas isto sem o sofá não é a mesma coisa.

6 comentários:

Salustio disse...

Luditas? Não se chamarão antes "cabo-verdianos"?

Eu não disse isto.

Eduardo disse...

Não são balelas, é a mais pura verdade.

Anónimo disse...

Muitos parabéns pela elevação aos céus. Já em terra alguns se afiguravam divinais: eram sinais que, desatentos, não entendemos.

Montgolfier disse...

Aliás,
Muitos parabéns pela elevação aos céus. Já em terra alguns posts se afiguravam divinais: eram sinais que, desatentos, não entendemos.

Helena disse...

"N^~ao negue à partida uma ciência que desconhece" Alcida Lameiras 1998

Isto da levitação deve ser uma curtição!

Trinity disse...

de certeza que não foram caracóis? consta que por esses lados os sacaninhas são espertos!