quarta-feira, julho 23, 2008

Está uma osga na minha sala, atrás da estante das enciclopédias...

... tem estado ali desde as quatro da manhã, e não mostra qualquer vontade em sair. O facto de eu ter decidido não dormir não está directamente relacionado com a presença da osga atrás da estante das enciclopédias. Creio que, dada a situação, a minha tranquilidade tem sido notável. O blogue da LER anuncia "com prazer" a contratação de Rodrigo Casanova (um astuto anagrama de «consagrar o vadio»). Não sei quem é o Rodrigo Casanova (um astuto anagrama de «socorro da vagina»), mas posso garantir que a minha mãe anda cada vez mais confusa com isto tudo. Tenho aqui dois exemplares cilindrados do Dica da Semana para o que der e vier. Nunca temi este tipo de confrontos. Há um «convida a osga» algures dentro das letras de Rodrigo Casanova, parece-me. Ia buscar um lápis para confirmar, se o lápis não estivesse tão perto da estante das enciclopédias. Não tenho só ficado aqui quietinho desde as quatro da manhã, a olhar para a estante das enciclopédias, que isto fique bem claro. Logisticamente impossibilitado de ir pesquisar osgas a uma enciclopédia, fui pequisar osgas ao google. O primeiro conselho que li foi "Join the Osga!". Muito menos surpreendente foi o facto de haver osgas no YouTube. O vídeo é comoventemente intitulado "Osga na casa-de-banho":

18 comentários:

Once disse...

um inventor :) não de "passados" como o outro. Aí a osga era parte fundamental para a inspiração inventora.
Gostei de ler. Mas algo confusa também, tem razão a Mãe. Têm sempre, aliás ..

LB disse...

A minha velha casa em Sta Apolónia era frequentemente visitada por osgas. Uma vez aspirei uma, viva. Depois deixei o aspirador fechado na dispensa. Depois de dois meses, o pó e a sujidade que se acumulou em casa acabou por ser superior à minha resistência em lidar com o problema da osga no aspirador. Então abri a dispensa, pus wagner na aparelhagem e com luvas de borracha, fechei o saco do aspirador. Não vi sinais da osga. Não sei se ela morreu ali ou se conseguiu fugir e neste momento congemina planos de vingança no Clube Recreativo de Osgamão e Osgamas da freguesia de S.Vicente de Fora.

Pedro Farinha disse...

lb, um aspirador novo custa uns 80 euros. Eu não teria a mais pequena dúvida quanto ao que fazer.

Topim disse...

Casanova você e o maradona são mesmo a mesma pessoa como li na Atlântico? Clarifique isto de uma vez por favor.

FuckItAll disse...

Porquê clarificar quando ambiguar é tão mais divertido?

Rogério:
http://womenageatrois.blogs.sapo.pt/888078.html

Ente lectual disse...

diria memso mais: em Rodrigo Casanova há um "novo sai caro". Coincidência? mas certamente.

Ente lectual disse...

coinciência não será, por outro lado, com as eltras de rodrigo casanova, e não outras, se poder formar o fragmento de frase "o oscarago vai" [para]. Ah, não sei quê, isso é um bocado forçado. Forçado, meus amigos, é atribuirem o oscarago ao casanova.

hamasaoverdes disse...

Caríssimo "vizinho" Casanova...
Como eu o compreendo. A sua osga é certamente vizinha da minha, quiça da mesma família.
Pasmam-se ao sol durante a tarde e assim que abrimos a janela ups, entram-nos no ninho!
Antes osgas que morcegos,esses que comtemplava embevecida com o tejo ao fundo,e que na minha ignorancia míope pensava serem andorinhas nocturnas... (daquelas como eu, que gostam de sair à noite)
Ao menos a sua é culta, refugia-se na estante das enciclopédias.
A minha, foge-lhe o "pé para o chinelo" e anda entre a pá e a vassoura no armário dos detergentes.
Neste momento e para acompanhar os tempos que correm a minha tarefa caseira consiste em dar-lhe visibilidade ou por outras palavras...tentar que ela "saia do armário"!
Um abraço da vizinha

LB disse...

Osga Busters... devia haver uma empresa de desinfestação com este nome.

LB disse...

Eu acho mal é o próprio Rogério Casanova ir escrever para a Ler... É de mau gosto, é como se uma banda filarmónica desatasse numa fanfarra num cemitério no meio dos mortos. Sendo que isto não se passava no México ou nesses sítios onde eles ficam contentes com as mortes uns dos outros, mas num país ocidental (mas não num funeral de ciganos ou imigrantes mexicanos). Sendo que o Rogério é a banda filarmónica e a revista Ler é o cemitério.

Anónimo disse...

Um gajo (nos comentários do post "Mephisto") disse que dactilografava comentários com os pés; há quem os pense com os pés também. Na revista "Ler" escreve só o melhor ensaísta português: Abel Barros Baptista, pá.
Que cemitério qual caralho!

Anónimo disse...

O patrão Viegas vai reunindo toda a direita nos coisos "culturais". É claro que o Abel Barros Baptista é bom, sobretudo em literatura brasileira, e não é de direita, mas isso não prova nada.

Anónimo disse...

O milhor berloque nacional???
Kim inbeja.
Saudações.
www.suckandsmile.wordpress.com
PR.

LB disse...

O melhor ensaísta português é talvez o Pedro Leal. Ou então o Pedro Carvalho, contra a Nova Zelândia em 2007. Abel Barros Baptista não estou a ver...

Warburton disse...

Este lb é do caraças, pá! Muito engraçado mesmo. Um gajo ri-se das piadas e dos solecismos.

LB disse...

Ah, o bom velho stalker anónimo anglófilo num comentário do Pastoral ou do Causa Modificada. A vida não seria a mesma sem eles.

l.a. disse...

pois era...

Anónimo disse...

eu queria comprar uma osga , alguem sabe quanto custa?