segunda-feira, fevereiro 12, 2007

Hoje ouve-se

Rádio, para variar. Nomeadamente, a Antena 3, às 21:00, altura em que se vai tentar alimentar o amor, sem descurar as proteínas.
Os responsáveis serão, segundo as minhas fontes, cento e vinte mil homens que não conhecem a mão direita da esquerda. E se a possibilidade de uma confusa multidão ambidextra nos estúdios da Marechal Gomes da Costa não vos enche de júbilo, vocês não merecem ser salvos.

6 comentários:

Tiago Cavaco disse...

Tu andas dentro do tema, Roger.
Diz-me onde andas que eu tenho discos para te dar.
Abraço.

julinho da adelaide disse...

Eu sei que estou a abusar, mas também não resisto a esta. Em curto exílio britânico, verifiquei que a aculturação linguística primeira dos estudantes portugueses era passar a apelidar, em português, de livrarias as bibliotecas. Mas com esta aportuguesação de "don't know their right hand from their left", estás muito à frente (como sói dizer-se) no caminho da aculturação, como um francófilo Paulo Branco a afiançar que lhe "fizeram confiança". Mal posso esperar para essa mutação progredir e permitir ler-te perorar sobre comedores de sardinhas, e a comparar os bigodes de certa população feminina com os do Arthur Balfour como homologia dos seus respectivos insights ecuménicos, enquanto cofias as entretanto hirsutas suíças sorvendo ironicamente um Porto num clube privado.
Well , I think it would be cute.
Há que maximizar os privilégios do exílio...

julinho da adelaide disse...

A menos que a aportuguesação fosse intencional. Nessa eventualidade, só me resta enfiar-lhe uma peúga.

R. Casanova disse...

Tiago, vocês não só não tocaram o «A Esposa Confessa», o que é gravíssimo, como não esclareceram se preferiam o Padre Hipólito ou o Padre Albano. Estou muito desapontado.

Julinho, há muito pouca coisa neste espaço que seja intencional. Eu realmente não conheço o meu cu do meu cotovelo. Mas se pões aqui mais um comentário que seja, faço-te membro honorário do blogue, quer tu queiras quer não.

Samuel Úria disse...

Eu sou muito mais pelo jovem e grisalho Albano. Mas a pergunta não é fácil. Nisto das preferências a única resposta mais descomplicada seria sempre uma personagem do Fábio Jr.

julinho da adelaide disse...

Já está.

(a presumir deter-me com ameaças apetitosas... I will stop at nothing, you hear?... NOTHING!!! gniah...Gniah... GNIAH AH éhhh)