quinta-feira, março 17, 2011

Só faltam nove dias para isto acabar e voltarmos a ler livros

Comentário de um arquétipo ao post anterior:

«Anónimo disse...
Óbvio, entre isto e os russos que metem aqui 50 milhões por amor Sporting, venha o diabo e escolha.

Por amor de deus, tu queres o Inácio a director? Mais o Virgílio?

Eu percebo que gostem de ouvir o rapaz, que o rapaz anime o espírito num debate face ao iPdad do Godinho e o Ba ba baltazar. Mas russos? Com 50 milhões? Só porque sim? E não podem vir cá os russos a Lisboa se isto tanto lhes interessa? É preciso o Bruno ir a Moscovo? E a CMVC come o fundo sem chatices?

Mais o Inácio e o Virgílio na estrutura directiva? Não se arranja mais ninguém? Mais os gritos histéricos de defesa do Eduardo Barroso?

Isto tem pouco de Obama, pá.
»

Isto é útil. Vamos respirar fundo e dialogar.
Antes de mais, e começando pelo fim, eu nunca participei em duas eleições pelos mesmos motivos. Umas eleições servem para eleger alguém espectacular, outras para eleger alguém adequado, outras para derrotar as Forças de Satanás, outras para impedir a vitória de um candidato deprimente, bastando para isso votar em alguém que seja um bocadinho menos deprimente. Não se vota só para eleger o Obama. Nem os meus quatro votos nestas eleições servem só para eleger o Bruno de Carvalho e "querer" o Inácio e o Virgílio na estrutura directiva; servem igualmente para não eleger os outros, e para "não querer" o Futre, o Zico, o Paulo Pereira Cristóvão, o Carlos Barbosa - e o Cunha e Vaz, que tem coordenado a campanha de Godinho Lopes com esta eloquência. Especialmente os últimos três, eu não os quero associados ao Sporting nem besuntados em maionese. Mas vamos às objecções.

«Mas russos? Com 50 milhões? Só porque sim?»

Um clube na situação do Sporting tem três maneiras de arranjar dinheiro para financiar uma equipa de futebol: ou consegue mais crédito da banca, agravando o passivo; ou vende 3 ou 4 activos por valores que lhe permitam reinvestir em 8 ou 9, com lucro financeiro e ganhos qualitativos; ou encontra investidores externos dispostos a fazer o que, nesta altura, não deixa de ser um investimento de risco. Activos valiosos não temos nem um, portanto sobram duas alternativas. Vejamos então como os três candidatos à presidência do Sporting propõem resolver o problema (digo três candidatos, porque o Abrantes Mendes é o Garcia Pereira, e porque, apesar de admitir a forte hipótese de o Pedro Baltazar não ser tão pateta como parece - ninguém pode ser tão pateta como ele parece - também acho que não deve andar muito longe):

Godinho Lopes - Disse que o Sporting precisa de 100 milhões a curto prazo, incluindo 40 para reforçar a equipa já no Verão. Garantiu também já ter esses 100 milhões. Explicou como? Não. Mas como nunca disse em voz alta a palavra "russos", está tudo bem, e não vale a pena ter dúvidas sobre a palavra de alguém com tanta credibilidade.

Dias Ferreira - Começou por dizer que o Sporting "terá um orçamento", que será feito por ele, ou por outras pessoas, não há crise, a malta desenrasca-se. Agora já veio dizer publicamente que a única solução realista passa por "investimento estrangeiro". Há algum problema com isto? Evidentemente que não, pois a palavra "russos" nunca foi utilizada, e os investidores estrangeiros talvez sejam do Canadá ou das Ilhas Vanuatu.

Bruno de Carvalho - Anunciou muito cedo um fundo fechado de 50 milhões de euros para investir no futebol. Admitiu que palmou a ideia ao Braz da Silva, porque a ideia não só tem sido usada com sucesso por outros clubes, como é a única forma de financiar aquisições sem recorrer ao BES ou a um mecenas qualquer. Não inventou a pólvora. Estamos a falar de um método de financiamento semelhante (embora com algumas diferenças) ao que permitiu ao Benfica ter o Ramires durante 2 anos. É verdade que envolve russos, ao contrário do Benfica Stars Fund, que envolve iranianos e angolanos. Aqui compreendo a perturbação de muitas pessoas, pois como se sabe o Rasputine era russo, tal como o Lenine, o Beria, o Yuran, o Kulkov, o inventor do morteiro, e aquele soldado psicótico do Guerra e Paz que embriagava ursos em casa.
Isto não é solidariedade entre nações irmãs, nem é uma obra de caridade. É um investimento que, como qualquer investimento, implica perdas se correr mal e ganhos se correr bem. O sucesso do mesmo depende das mesmas variáveis de outros acordos semelhantes: os jogadores adquiridos terão de ser bons, e pelo menos alguns deles terão de ser revendidos por verbas superiores. É só isto.

«E não podem vir cá os russos a Lisboa se isto tanto lhes interessa? É preciso o Bruno ir a Moscovo?»

Outro mistério terrível. O Bruno de Carvalho prometeu com muita antecedência que ia apresentar os investidores no dia 16 de Março. Acontece que os investidores só teriam disponibilidade para estarem todos em Lisboa no dia 21. Não querendo falhar uma promessa, o Bruno de Carvalho decidiu ir a Moscovo para os apresentar no dia anunciado. Porquê? Epá, porque pode, tendo um passaporte. Ter um passaporte é muito útil nos dias que correm. O director-desportivo da lista do Godinho Lopes, por exemplo, não podia ter ido a Moscovo, pois está com termo de identidade e residência.

«E a CMVC come o fundo sem chatices?»

Presumo que a CMVC seja a Câmara Municipal de Vale de Cambra, mas não percebo o papel da mesma nesta questão. É possível que estejamos a falar da Comissão do Mercado de Valores Imobiliários, mas, ao contrário do que a excelente e ultra-competente imprensa desportiva tem dado a entender, esta também não tem qualquer relevância para isto. Descobriu-se agora que os "fundos" demoram 6 meses a ser mastigados, digeridos e aprovados pela CMVM, e o facto de o fundo conter essa tóxica substância pelo nome de "russos" talvez alargue o prazo para anos e anos.
Meia hora no google e no site da CMVM é suficiente para perceber que nada disto é relevante. O regime jurídico de facto fala nos prazos citados pelo Record, mas os mesmos referem-se a "organismos de investimento colectivo", que são fundos de investimento abertos a subscrição pública por investidores indeterminados, que se dirijam a pelo menos 100 investidores, e precedidos por actividades de prospecção e promoção. Acho que o Benfica Stars Fund funciona nesses moldes, mas o "fundo" apresentado pelo Bruno de Carvalho não partilha nenhuma destas características. A recolha de capitais não se fez por subscrição pública. É um fundo "fechado", só com três investidores, não estando por isso sujeito ao mesmo regulamento, nem precisando de autorização prévia da CMVM ou da Câmara Municipal de Vale de Cambra.
Admito que se tenham dúvidas sobre isto; eu próprio talvez tivesse mais dúvidas, não fosse a blindagem fornecida pela minha iliteracia económica. Mas no que diz respeito a métodos de financiamento, a candidatura do Bruno de Carvalho é a única sobre a qual é possível ter dúvidas, por ser a única que até agora deu pormenores concretos. Sobre as outras não há nada. Temos uma pessoa a falar em termos vagos em "investimento estrangeiro"; outra a falar em termos ainda mais vagos em 100 milhões de euros, sobre os quais se limita a explicar que "tem as condições necessárias para obter esse montante através da apresentação de um projecto credível"; e temos o Bruno de Carvalho que explicou quanto, como, de quem, e para quê. Mas ele é que é o problema, ele é que é um embuste e um aventureiro perigoso. Não percebo, juro que não percebo, mas estou aqui até dia 26, disponível para ser esclarecido.

54 comentários:

crisântemo disse...

não sabia que este Cunha Vaz estava na campanha do Godinho. isso explica muita coisa...

Anónimo disse...

Casanova, mas tu fazes parte da lista do BdC? É que se fazes eu só tenho um voto, mas é para ti! Tens de convencer é o meu pai que quer votar no Dias Ferreira...

azeite disse...

nem todo o legado de jeb serve para nos envergonhar. por exemplo, devemos à sua demissão o regresso do rogério ao blogue. clap-clap-clap, grande jeb.

primeiro insistia-se na belenização do sporting. agora o perigo é a valeazevedização. decidam-se, se fazem favor.
as pessoas não vêem bom cinema e esse é o problema. se tivessem visto o bloodsport como eu vi (umas dez vezes), saberiam que o van damme é uma metáfora do sporting, ali no tapete, ensanguentado, cego, pouco antes de partir o trombil de quem antes lhe atirara areia para os olhos (cf. godinho lopes). que as pessoas não compreendam que o caminho que tem sido percorrido conduzirá à sportinguização do sporting é uma coisa que me irrita quase tanto como quando falam de vmocs, de restruturação financeira e deixam falar o carlos barbosa.
o que é isso da sportinguização do sporting? não faço ideia. mas tenho fortes suspeitas de que bruno de carvalho sabe o que está a fazer.
para concluir: vêm aí os russos? ainda bem. afinal, talvez sejam uma espécie de solução.

RDC disse...

Aconteceu-me agora uma coisa que nunca me tinha acontecido a ler um blogue: mudei de opinião. Ainda não estou completamente convencido com o sr. de Carvalho, mas tenho lido aqui coisas que não sabia e que me deram vontade de saber mais. Quem sabe, talvez ele seja o melhor?... Não sei se é da candidatura mas mesmo que não seija está a fazer um bom trabalho por ela.

RDC disse...

seija = seja
(arrepio...)

o anão gigante disse...

Este méne não entende que o medo dos russos tem a ver com a Guerra Fria. Nada com o capital.

Bem nos assuntos sérios (tu aí ó moço do balcão traz-me um café à SCP, fraquinho ... muito fraquinho), RC cometeu apenas um pequeno deslize. Luís Duque pode viajar, o TIR, apenas obriga a avisar com cinco dias de antecedência, para as deslocações ao estrangeiro (antigamente eram cinco), nem sequer pede autorização, só avisa. E fazia bem fugir, este gajo só dá despesa. Talvez trocá-lo por uma russa, hum!?

Nico Schella disse...

Meu caro, tiro-lhe o chapéu, mas tenho de lhe fazer um reparo.

O fundo do Bruno de Carvalho precisa mesmo de ser aprovado pela CMVM, se ele o quiser domiciliar em Portugal.

As alternativas são estabelecê-lo fora do país, com outras regras, eventualmente. Ou criar um esquema de financiamento com os russos, em que lhes cede os direitos económicos de um conjunto de jogadores, cujo valor de aquisição perfaça o montante do "empréstimo" e com regras relativamente à distribuição de mais valias. Neste últimos caso, não se trata de um fundo, propriamente dito.

Outro reparo é que as OIC não têm que ser dirigidas a 100 pessoas indeterminadas, obrigatoriamente. O critério de 100 pessoas é alternativo a outros que a lei determina.

De resto, para além de lhe tirar o chapéu, identifico-me com o que expressou.

R. Casanova disse...

"Outro reparo é que as OIC não têm que ser dirigidas a 100 pessoas indeterminadas, obrigatoriamente."

Eu acredito, eu acredito. Saliento que apesar de ter lido a porcaria do documento quase todo, evidentemente não percebi 75% do que estava a ler. Limitei-me a parafrasear o que encontrei no ponto 3 do artigo 1º, que era isto:

"3 - Considera-se que existe recolha de capitais junto do público desde que tal recolha:
a) Se dirija a destinatários indeterminados;
b) Seja precedida ou acompanhada de prospecção ou de recolha de intenções de investimento junto de destinatários indeterminados ou de promoção publicitária; ou
c) Se dirija, pelo menos, a 100 destinatários."

Mas continuo sem perceber porque é que isto precisa de aprovação da CMVM, não sendo um OIC. Até porque o próprio diploma diz isto:

"11 - O disposto no presente diploma não deverá ser entendido como proibição da criação, pela via da contratação individual de esquemas de investimento colectivo, de estrutura e funcionamento semelhante aos dos OIC, em que não exista recolha de capitais junto do público."

Não havendo recolhas de capital junto do público (e no caso do fundo do Bruno de Carvalho não houve nem vai haver) estes requerimentos da CMVM não se aplicam, não é o que isto quer dizer?

Ajudem-me lá, por favor. Gostaria mesmo de perceber melhor esta parte e até às eleições não tenho tempo para tirar uma licenciatura, portanto estou dependente da vossa boa vontade.

R. Casanova disse...

Ou isto na volta é um OIC, mas um dos OIC fechados de que falam no artigo 21.º: "Os OIC fechados obedecem ao disposto no presente diploma em tudo quanto não for incompatível com a sua natureza, com as especificidades constantes do presente capítulo".
É isto? Não é, pois não?
É tão cansativo e debilitante não saber as coisas.

R. Casanova disse...

Esta linguagem também, francamente: "tudo quanto não for incompatível com a sua natureza"...
Parece que estão a falar de lobos das estepes. Bom, eu tenho de ir dormir umas horas e depois escrever um livro, mas no Sábado vou tentar vir aqui às aulas um bocadinho. Façam-me feliz.

Anónimo disse...

Mas tu nunca dormes de noite?

R. Casanova disse...

Com isto das eleições já me tem acontecido sofrer insónias durante o dia e só me dar sono à noite. Já cheguei a ficar acordado tardes inteiras, é terrível.

Nico Schella disse...

Porque é possível que não exista enquadramento para este tipo de financiamento nos moldes que o BdC quer fazer aprovar.

De qualquer forma, o artigo 11º que refere, expressa que podem existir outras formas de contratação. Mas existirá um regulamento de interpretação deste DL que deverá determinar os termos que o DL não especifique.

Mas o próprio BdC já explicou que vai pedir a aprovação do fundo.

Até nisto...o homem se sujeita às regras.

Mas lá está, o único que foi perfeito acabou na cruz.

Bom, de qualquer forma, o tempo para aprovação do fundo não é preocupante.

Ninguém paga jogadores a p.p. Há muito tempo que isso não se faz. Portanto, 6 meses dá para ter o fundo aprovado em Novembro.

Como temos 15M€ doutro fundo, já aprovadinho de fresco, o BdC garante liquidez para fechar os negócios e ainda a tempo de ter mais 50M€ para pagar tudo, a quem de direito, nos prazos estipulados.

Preocupação sem nexo, em minha opinião. É mais areia para os olhos das pessoas.

R. Casanova disse...

Ok, considero-me tão esclarecido quanto alguma vez poderei estar. Muito obrigado, a sério.

Anónimo disse...

O Casanova a ir à escola. Que querido. Olha, dorme bem.

Anónimo disse...

obrigado pelos esclarecimentos.
peço-lhe, na medida do possivel (mas vá..um esforço pelo sporting) a continuar os seus posts tão educativos. tb tenho 4 votos e ainda n sei bem a quem os dar.
obrigado

Ramires disse...

"Não invoques o nome do Senhor em Vão."

Centauro disse...

'pera aí, o clube da elite da gestão e da alta finança quer imitar um fundo do "povo" lampião?

o mundo mudou mesmo...

Anónimo disse...

Tudo muito certo, mas depois vem o Inácio e lixa-te a vida com o Sougou e o Mateus.

http://www.rr.pt/bolabranca_detalhe.aspx?fid=76&did=146963

Dois jogadores muito úteis para mmmmmmmmmmm nada.

Nico Schella disse...

Desculpe-me meu caro, olhando para o confrangedor panorama que é o ataque do Sporting, nenhum deles (Sougou e Mateus) é pior que os que lá estão.

Surpreende-me mais o Mateus, porque o Sougou tem algum potencial.

Mas, mesmo que sejam 2 barretes, também asseguraram o Rodriguez.

Anónimo disse...

Espectacular Nico,

Douala = Yannick = Cristiano = Wender = Sougou = Mateus.

Gosto muito da justificação "ok, não são muito bons, mas são melhorzitos que os que lá estão". Pois claro que são. Isso não faz dele em jogadores para o Sporting.

Mais ponta de "talento", menos ponta de "talento", as contas são esta:

Douala = Yannick = Cristiano = Wender = Sougou = Mateus.

E sim, o Rodriguez é titular neste Sporting.

Nico Schella disse...

Anónimo,

Há que ter os pés assentes na Terra. Eu não sou adepto de revoluções. E 50M€ não chegam para fazer uma revolução. Não dá para contratar 20 jogadores capazes de nos fazerem campeões.

Se, sem custos, se trouxerem jogadores melhorzitos que os que lá estão e que aumentem a competitividade, então, os 50M€ já são capazes de trazer 3/4 jogadores de grande valia.

Eu espero ter uma equipa decente, capaz de lutar por um campeonato. Mas não consigo ter a certeza de o ganhar, porque não jogamos sozinhos e os outros nem sempre andam a dormir.

É engraçado que ouço adeptos pedirem Manuel Fernandes e Quaresma. E eu pergunto-me se esta gente nada a fumar alguma coisa?

Então estes, que não provaram nada, em lado nenhum, é que são jogadores à Sporting?

Caros e com rendimentos desportivo insuficiente...feira de vaidades, pois claro.

De repente, fala-se em 50M€ e perde-se o tino. Ou alguém acha que, mesmo com 50M€, não é preciso contenção salarial e rigor na aplicação dos recursos.

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Casanovamigo

Tinha escrito um longo escrito, mas o blogger deu cabo dele.

Resumindo: estou de acordo contigo e só não voto Bruno porque não sou sócio. Na alternativa votaria no Paulinho roupeiro. Tiro e queda.

Sem fundo é o nosso Sporting que vai ao Fundo.

Abç

azeite disse...

esclarecimento macro-micro-supra-económico: temos todos muitas saudades do jordão.

Anónimo disse...

ai o Sogou e o Mateus vêm para o sporting? está feito? foi anunciado pelo Inácio ou pelo Bdc portantos? ai não? ah esperem lá, veio na rr e no jogo, os mesmos orgãos que garantiram em dois dias seguidos que o treinador do gordinho flopes ia ser garantidamente garantido o Scolari e o domingos? então pronts, deve ser verdade, vamos agora duvidar do que aparece nos jornais...

El Ranys disse...

Tudo muito bem. Eu não tenho medo de papões. Aliás, tenho. De um que se chama Godinho Lopes. Por isso, quero com força, mas mesmo com muita força, que ele não ganhe. Aí, estamos de acordo.
Só que, depois, vem-me à cabeça aquela coisa chata do pragmatismo. E esse diz-me que os sócios do Sporting querem a mudança mas que os mais conservadores, os que decidem as eleições, nunca votarão no Bruno de Cravalho. Votam, claramente, no Dias Ferreira. Ora, os votos em Bruno de Carvalho poderão fazer toda a diferença. Podem fazer falta a Dias Ferreira para derrotar o situacionismo. Acredito, por isso, e gorada a secreta esperança de Bruno de Carvalho que Dias Ferreira não formalizasse a candidatura, que Bruno de Carvalho, em nome dos superiores interesses do Sporting, que passam por derrotar Godinho Lopes, deve desistir e apoiar Dias Ferreira. O tempo de Bruno de Carvalho chegará. Mas não é este.

Nesitz disse...

o próprio Bruno de Carvalho ao expresso de hoje diz isto

"Confirma Rodriguez, Mateus e Sougou?
Há atletas referenciados mas não é nenhum desses"

Assim está bem?

Tolan disse...

O meu candidato, como Benfiquista, é o Dias Ferreira :)

Mas agora a brincar, montar fundos de investimento em jogadores não é uma coisa da noite para o dia, o Vieira foi eleito em 2003 e só com o Jorge Jesus conseguiu finalmente acertar num modelo (que veremos se é sustentável no longo prazo). Os investidores tendem a ser pessoas que querem lucros e minimizar risco e parece-me estranho que qualquer investidor queira investir numa incógnita total e cujos os únicos sinais dos últimos anos foram negativos, quando podem comprar dívida portuguesa a 8%.

N.V disse...

El Ranys,

O Cotonete foi eleito com 89% dos votos e 91% do eleitorado. Estou tão certo que o Bruno de Carvalho vai desistir, que já apostei que ele ganhava quando as odds ainda estavam a 6,5.

O Dias Ferreira não tem hipotese. Se já não era bom para os mais novos, com o "chamamento" de Futre, passou a não ser bom para ninguém... com juizo.

Casanova, o Baltazar não é cliente da Cunha e Vaz... Mas é cliente da outra big; LPM -Comunicação, do não menos incendiário Luís Paixão Martins.

Isto é entre BdC e enGodinho. Tenho duvidas que Godinho Lopes consiga chegar aos 20/25%. A percentagem do Carvalho apenas depende de quantos acéfalos votam no ba-ba-Baltazar e quantos de solidariedade votam no Abrantes.

Tenho fé que somos muitos: cá da familia são 17 votos, todos para ele!

Miguel Vaz disse...

O Ramires só esteve no Benfica durante uma época.

Mr.FC disse...

O Sporting é um mundo. Afinal quando abrem à porta à república, não há monarquia que se aguente. Olhem para mim, burro que nem uma porta, que ainda julgava o Sporting um clube de gente séria. Que não se financiaria com certo tipo de gente, BES incluído. Porque isto de sermos um clube de pergaminhos tem que se lhe diga. Não é só apregoar, é viver e praticar. Enfim, mais um mito que se esboroa. Sendo que o Sporting é a coisa mais importante, das menos importantes, já dizia o outro, sempre projectei nele a poesia, o onirismo, e todas as virtudes impossíveis nas trincheiras da realidade. Sempre nos julguei tão fiéis, que acompanharíamos de pé a queda do nosso clube para lugares menos dignos e que com a nossa força o poderíamos reerguer. Com participação, poupança e investimento seguro nos valores da Academia. A famosa travessia do deserto... fica para outra vez.
Voto Abrantes Mendes e durmo descansado.
Em relação aos acéfalos...Só pode ser brincadeira do N.V.. Claro! Quem poderia votar num gestor com empresas conhecidas que efectivamente dão dinheiro? Não é prova de capacidade de gestão? Inteligente é votar num candidato ao qual não se conhecem empresas e que os resultados conhecidos são discutíveis no mínimo. Isto dos russos é uma jogada de mestre na esteira de um Karpov. Muito original sem dúvida.

Armand Assante disse...

curtes mesmo o Sporting, que fixe

N.V disse...

Votas descansado porque? Porque votas num Juiz? Só se for por isso... eu também já estou um pouco farto de ser roubado, pelos meus. Eu percebo-te... vais votar em branco, não é? Se não é, é o mesmo...

Quanto ao Bruno de Carvalho, acho espectacular essa argumentação. E eu que achava que isto era um país produtivo, honesto e frutuoso para negócios... afinal ainda existem tipos bem falantes a conseguir ter uma empresa com uma divida de 1000 euros à Optimus; 1000 euros!!! humpf e a outra empresa?, com uma divida de 600 mil a uma empresa de condomínios que também lhe deve a ele 6 milhões? Espectacular! Agora já sabemos que este esquema de não haver encontro de contas não é exclusivo do serviço de finanças.

Resumidamente: É um malandro, não é? Pois deve ser... por isso é que é Presidente/Fundador de uma fundação que ajuda perto de 1000 crianças... todos nós sabemos que aquela malta que está em Vale de Judeus trabalhava pro-bono para criancinhas, como ele faz não só na fundação como também na secção de Hóquei do Sporting, da qual é Vice-Presidente.

Vote lá no Abrantes e durma descansado. Eu voto no Bruno e vou ressonar. O importante, é não se votar no enGodinho... isso é que não.

Mr.FC disse...

Admito que é um bocadinho voto em branco. o AM é uma reserva moral do clube e estas eleições deixam qualquer um como eu na dúvida. As intenções de AM não deixam qualquer dúvidas, até porque nada tem prometido ou apresentado. Até agora e apesar dos meus anos de sócio, que já são alguns, nunca quis saber grande coisa dos corpos directivos do SCP. Equipa de futebol, umas visitas às modalidades e era o que me interessava. A hora é outra e de decisões de fundo, mas a falta de um candidato absolutamente agregador das nossas vontades, permite deambulações talvez perigosas. Se a total ausência de propostas por parte de AM continuar, se calhar Sábado escolherei outro candidato. Mas estava inclinado para PB como alternativa. Porque não? Conheço as empresas dele, é um gestor competente e um sportinguista dedicado. Peço-lhe que me esclareça por favor, já que está melhor informado.
Fundação? Não vamos ser inocentes, apesar de, nada ter contra o BdC e o pouco que sei é filtrado pelos orgãos de (des)informação. Agradeço os seus comentários à candidatura de PB. Adiantadamente agradecido.

N.V disse...

Percebo o seu raciocínio relativamente ao Abrantes Mendes. Ao contrário do Menezes Rodrigues, que se auto-proclamou de reserva moral do clube, o Abrantes Mendes esteve sempre do lado certo; o dos sócios.

Quanto ao Baltazar: Era o meu candidato. Tinha muita esperança nesta candidatura. Mas a gaguez, o convidar de Santana Lopes, o não saber a importância do futsal, o gabar-se de ser proprietário do passe do Carriço e agora, o vir dizer que se outro, que não ele, ganhar as eleições, vai exigir 5 milhões pelo passe do jogador ao Sporting, revela, não só falta de preparação para o cargo, como uma gritante falta de sportinguismo.

O Bruno de Carvalho foi o inverso. Ao inicio via-o com desconfiança, mas o debate na SICN, o facto de ter atempadamente apresentado um projecto, o facto de ter cumprido com tudo o que prometeu e, o melhor de tudo, a esperança de tornar a unir a nação verde e branca, deixam-me hoje, com poucas duvidas de que é o melhor candidato.

Com um plus: Se efectivamente correr bem, temos ali Presidente para muitos anos.

Abraço

PS: A Fundação Aragão Pinto ajuda cerca de 1000 crianças que passam dificuldades... não é propriamente uma brincadeira.

Mr.FC disse...

Caro N.V.,

Agradeço os seus comentários. Se me permite a ousadia de continuar a interrogá-lo, gostaria de lhe colocar só mais algumas questões na esperança de não o exasperar em demasia.
PB:
Não pode apontar a gaguez, julgo que por falta de alguma preparação televisiva, como motivo suficiente para "riscar" um candidato. O Santana tem uma posição de representação e não de gestão, mas compreendo a indignação. Não me pronuncio em relação ao futsal, porque é uma modalidade que me diz muito pouco e não tenho dados para me pronunciar relativamente à sua viabilidade/ competitividade.
Não acha o PB um gestor competente?
Não acha que tem um projecto para o SCP?
Qual a sua opinião em relação à não remuneração dos corpos dirigentes?
Apesar da sua (dele) "azia" em relação ao BdC, não acha razoável que queira o dinheiro investido se se julga o melhor gestor possível, mais ainda a 5 dias das eleições?
BdC:
Que jogadores poderemos comprar que possam valorizar no Sporting e o fundo? Em princípio teremos de contratar jogadores ainda não estabelecidos, que dão menos garantias desportivas.
Não tem medo do poder que o fundo possa ter dentro da definição das políticas desportivas do SCP?
E dentro da Academia?
E se os jogadores não se valorizarem por pior desempenho desportivo do SCP?
Para terminar queria apenas dizer que o pouco que tenho seguido as telenovelas extra-futebol no SCP, o AM sempre se mostrou crítico, mesmo quando 90% do clube, embandeirava em arco com personalidades cuja gestão se veio a revelar ruinosa. Alguma capacidade tem de lhe reconhecer.
Adiantadamente agradecido pela sua paciência.

N.V disse...

Amigo Mr.FC,

Vamos aguardar pelo debate de hoje. Algo me diz que muitas das suas questões vão ser esclarecidas.

RTPN: 22h.

Voltaremos a falar mais logo, espero que ambos convictos, ou pelo menos mais convencidos, que é desta que acertamos no quadrado onde meter a cruz.

SL

PS: Essa da falta e preparação na TV já não serve para hoje... aliás, já não servia para o outro debate, porque se PB é inexperiente em TV, o que dizer de BdC?

Mr.FC disse...

He's a natural?! :))
Vamos aguardar e esperar pelo melhor.
SL

Nico Schella disse...

Caro Mr FC,

Em relação ao PB...se o acho um bom gestor? Honestamente, não tenho opinião formada sobre o assunto.

O projecto... Onde está ele exposto e explicado? Até à data, não vi nada.

O dinheiro... O homem diz que a equipa dele banca 15M€. Bom, mas ele não diz que investem. Ele diz que garantem que esse montante entre até... haver liquidez decorrente do fundo, submetido ainda pelo JEB. Ou seja, o Baltazar apenas se comprometeu a garantir uma liquidez transitória, que permita iniciar a próxima época.

A remuneração dos dirigentes. Acredito que o amigo não é ingénuo. Remunerado, ou não, todos os dirigentes do Sporting custam o mesmo ao clube. Há as chamadas despesa de representação, telemóvel, carro, provisões para despesas, etc. Podemos aceitar abertamente que o homem diga que recebe ordenado ou que diga que não tem ordenado, gastando o equivalente, por via de outras rubricas.

Os 5M€ e o passe do Daniel Carriço. Eu não confundo sportinguismo com "nacional porreirismo". Se o homem investiu, tem a expectativa de ter retorno. Se os anteriores dirigentes celebraram um negócio com ele, tem de receber o que acordou. Digo-lhe que, se fosse eu o candidato vencedor, uma das primeiras medidas seria fazer tudo para lhe pagar os 5M€, só para não o ouvir falar nas minhas dívidas de tostões, nem na minha aptidão social para lidar com ele.

Caluniar o adversário, em vez de defender os méritos do seu projecto, é vil e baixo. É típico do português invejoso.

Quanto ao BdC...

O fundo: eu compreendo a desconfiança. Aceito-a, até. Mas vamos olhar para os factos.

O Sporting pode financiar-se na banca? E é isso benéfico, tendo em conta o nosso passivo? A ambas as questões penso que teremos que responder negativamente.

Portanto, a banca não é um opção viável, neste momento.

Os 50M€ são dos russos. Esse dinheiro não entra no Sporting. O Sporting fica apenas com os direitos desportivos sobre os jogadores incluídos no fundo e, eventuais, mais valias. Vai haver pressão dos russos para vender, se calhar em alturas pouco oportunas? Provavelmente. Mas isso já acontece com a banca, com a agravante de não termos tido capacidade de valorizar activos.

Aliás, esta questão dos 50M€ tem que se lhe diga. O Sporting sempre foi um clube com capacidade para valorizar os seus activos. Mesmo aqueles que não provinham da formação. Assim, de repente, o Sporting vendeu com lucro: Stan Valckx, Naybet, Balakov, Hadji, Duscher, Amunike.

De repente, o clube apenas consegue ter lucros com jogadores que custaram zero, por provirem da formação. Curiosamente, essa inabilidade para valorizar activos contratados coincide com a entrada de Freitas e Duque no clube. Não posso censurar a banca, quando nos fecha a torneira. O problema é que achamos que o dinheiro só tem que entrar, sem nos termos preocupado com a sua multiplicação.

Ora, mesmo com 50M€, este trabalho tem de ser feito. Daí eu achar que o caminho tem de ser o mesmo de sempre. Comprar jogadores no limiar da ribalta e jovens, com potencial de valorização desportiva e económica.

Este dinheiro apenas nos garante melhores condições para não perder alguns bons negócios.

Se os jogadores não se valorizarem, que é o que se verifica actualmente, o problema não é do fundo. É das pessoas que gerem o clube. E, nesse capítulo, nenhum mostrou nada que indicie essa capacidade.

Perguntar-me-á que méritos mostrou o BdC... Tentou explicar ao que vinha, abriu mais o livro que qualquer outro.

Eu tive oportunidade de ler o seu projecto. Não o acho perfeito. Em alguns casos é omisso, noutros insuficiente. Mas foi o único projecto que me deu oportunidade de o criticar, porque foi o único com pés e cabeça que li.

N.V disse...

Péssimo debate:

Um moderador fraco;

Um Godinho Lopes pateta e ignorante;

Um Bruno de Carvalho que mostrou uma outra faceta, mais arrogante e por vezes insolente, quando levaram o debate para o âmbito da vida pessoal;

Um Abrantes Mendes igual a si próprio. Um senhor! Mas cheio de lirismo e lugares comuns;

Um Dias Ferreira que esteve na sua praia. Aquele registo de "dia seguinte" assenta que nem uma luva no cambalhotas. Tem um bom treinador;

Um Baltazar de desilude a cada intervenção. Primeiro parecia bom. Depois passou para gago impreparado. Agora é apenas um escroque. Foi para o debate com o intuito de incendiar, e conseguiu. Chegou a ser ordinário. Gostei do pormenor no inicio "...pois, ainda vamos falar desses fundos manhosos. Muito existe a dizer sobre esses fundos manhosos." E depois nunca falou neles. É um imbecil. E se conseguir votos para meter um único membro no Conselho Leonino, é porque de facto batemos no fundo.

Fiquei na mesma. Continuo a votar no Bruno de Carvalho. Tem projecto. Tem ideias. Tem pinta. Não gostei da forma como reagiu aos insultos de Baltazar, mas isso são outros quinhentos, até porque o futebol português não é a coisa mais pura e respeitadora do mundo.

Abraço

Mr.FC disse...

Caro NV,

Muito obrigado pela sua paciência e opinião. Julgo que apesar de ontem ficámos todos na mesma.
Com a excepção do Abrantes Mendes, para mim, nenhum destes senhores tem dignidade para representar o Sporting Clube de Portugal.
O Godinho Lopes e a sua incapacidade gritante de fazer com que se acredite nele. Aquela histório do núcleo da Parede foi hilariante e reveladora do seu passado.Deprimente demais.
O Dias Ferreira está em todos os momentos no ” Dia Seguinte “. Será sempre útil ao Sporting, mas não será como presidente.
O Pedro Baltazar tem projecto e tem paixão. Infelizmente revelou-se mal preparado e a forma como afrontou o BdC não foi sempre a mais correcta. Andam as estudar os "demographics" e depois atiram-se às pessoas por vezes sem razão nenhuma aparente. Tanto que queria criticar os fundos e depois nada disse para além da sua proveniência.
Mas o BdC em especial, para mim, foi mau demais. Achei o tom belicoso, a postura arrogante apesar da liderança (?), e sinceramente pareceu-me esconder a fragilidade de algumas ideias numa fanfarronice sem lugar naquele debate.
Abrantes Mendes – o verdadeiro sportinguista ( como eu entendo os sportinguistas ) sentado naquele mesa. Vertical, directo e sem promessas. Não chega? Para a grande maioria talvez não.
Obrigado por tudo. Encontraremo-nos junto às mesas de voto.
SL
PS- Cá estaremos seja qual for o presidente para elevar bem alto o Sporting Clube de Portugal.

Mudo disse...

Não percebo a inclusão do Abrantes Mendes (SAM) no debate, muito menos nas vossas análises. O senhor transborda sportinguismo, mas isso chega? Ideias? Equipa? É um autêntico para-quedista.

Estou de acordo com a análise do N.V..

Deverei acrescentar que o discurso de vitimização do Gordinho Flopes (GL) foi queimado pela sua própria equipa, em entrevista dadas por Luis Duque e Carlos Barbosa. Este senhor deixou de contar para as eleições.

Pedro Baltazar (PB) mostrou que não passa de uma criança mal-educada e mimada. Já a entrevista em que refere que se Bruno de Carvalho (BdC) ganhar, irá buscar os 5M que lhe devem no dia seguinte, mostram o seu grande sportinguismo, a sua paixão.

Dias Ferreira, para mim, a par de Bruno de Carvalho, ganharam o debate.
Dias Ferreira (DF), aproveitou a guerra PB+GL vs BdC para ir queimando esses dois "senhores", não se deixando levar pela emoção. [certamente roubou muitos votos ao GL]

BdC, pelo que tenho ouvido hoje, nem esteve assim tão mau.
As pessoas gostaram de o ver a defender-se. Defendeu a sua honra e a do nosso clube. Em muita gente, caiu bem. Não vira as costas à luta e tem resposta para tudo.
BdC, a meu ver, dificilmente perderá apoiantes [tem uma base de apoiantes bastante sólida, dentro dos sportinguistas entre os 18 e 35 anos]. Tem um programa bom, lista séria e os 50M. Agora, também não acredito que tenha ganho muitos votos neste debate.

Moderador: Uma vergonha. Permitiu acusações vergonhas, e linguagem brejeira da parte do PB.

Hoje à novo debate ás 17:00 do DN/o jogo.
Amanhã na Sportv1 ás 21:00.

SL

klede disse...

O Bruno Carvalho tem estampado na cara 'mafioso' (o que pode não ser mau) e charlatão (o que é péssimo)com todas as letras. O Godinho Lopes é uma nulidade.

O melhor seria mesmo o dias Ferreira, que até tem o melhor teinador.

Mudo disse...

Dias Ferreira tem o melhor treinador?
Vai ver o curriculo dele.

Vai ver o que fez fora do Barcelona...

Anónimo disse...

Foda-se, o Van Basten é que não será.

Andaram a oferecer o Van Basten a toda a gente até que alguém, desesperado por um treinador, lhe decidiu pegar.

Até ao Abrantes o ofereceram.

Também gostei muito de justificar o fundo e a credibilidade dos russos com base num take do Milhazes para a Lusa. Estamos conversados.

Hoje no debate DN/Jogo foi encostado pelo Baltazar sobre o fundo, e o gago conseguiu que o sempre bem falante Bruno hesitasse. E não sabia bem o que são ou não são os "tomadores do fundo". Eu não sei, não me interessa, mas não sou candidato armado em cagão.

Andamos a brincar aos presidentes.

Se ganhar, e como o clube está profundamente dividido, dou-lhe dois ou três meses.

Anvil disse...

Carlos Barbosa, és tu? Esqueceste-te outra vez de tomar os comprimidos?

N.V disse...

Meus caros, depois do debate na RTN, confesso que vacilei um pouco na decisão e votar no Carvalho. No entanto, o debate que hoje pude assistir promovido pel'O jogo e o DN, reforçado pela entrevista que concedeu hoje no principio da noite na RTPN, levam-me a votar nele.

Já agora, as repetições da expressão "dupla Luís Duque e Carlos Freitas." e a palavra "credibilidade" nas declarações do enGodinho, já cheiram a pólvora seca.

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Casanovamigo

Repito, tripito, quadripito; não sou sócio, donde não vou votar. Se votasse, já nestas colunas o escrevi, votava no Paulinho Gama, o nosso roupeiro interno e... eterno.

Pelo-me por debates, trocas de ideias, confrontos sério e bem educados. Insultar não leva a coisa nenhuma. Por isso, acho que este que aqui decorre é um bom exemplo: a troca de ideias e das opiniões correspondentes é sempre salutar.

Isto porque os actuais candidatos cheiram-me a esturro, ou seja a bispo na panela, a milhas marítimas de distância. Era como o PS (aqui é Paulo Sérgio, cuidado): mal por mal, antes o Carnaval, perdão, o Carvalhal.

Não dou conselhos a ninguém, longe disso; nem aos meus três filhos, nem aos meus quatro netos + uma. Dou-lhes, como sempre lhes dei, apenas a minha opinião.

No caso vertente, porém, do mal o menos; votaria no BdeC. Porque, mesmo que depois dele, viesse o dilúvio, não convém que nos esqueçamos do Noé, da Arca e dos animais. E que quando as águas baixaram, o armador/proprietário e comandante da barca, diz-se de fonte mais ou menos segura, embebedou-se que nem um cacho.

Ora, meus queridos Amigos, bêbado anda o nosso Sporting há tempo demasiado; e não me consta que tenha sido o Bruno que o embebedou...

Abç

Anónimo disse...

se depois deste debate na sporttv continuares a votar no Carvalho, vou-te chamar burro todos os dias.

bozinovski de arroios

caí aqui de pára-quedas disse...

Ó Casanova, e o que pensas da crise da dívida soberana?

Anónimo disse...

Com russos ou sem russos, o projecto desportivo do DF liderado pelo o PF é o que nos dá mais garantias de ter bom sucesso!!!! Venha lá quem vier: O melhor Treinador sem DÚVIDA, o melhor director desportivo sem Dúvida, os melhores parceiros (Barcelona) sem súvida. O resto vem por arrosto minha gente.
Sócio 7149

Anónimo disse...

Oh anónimo de cima, já ouviste o futre ultimamente? http://www.youtube.com/watch?v=unWieUk8R2c&feature=player_embedded#at=16

JB disse...

Sportinguistas... esqueçam o que disse do Dias Ferreira... não sabia que o Futre não tinha largado a coca, o homem anda completamente alucinado!! LOL

Pedro Góis Nogueira disse...

Parabéns catavento Dias Ferreira, parabéns Pedro Ba-ba-baltazar, parabéns sua santidade Abrantes Mendes. A partir de hoje têm o dever e a obrigação de calarem o vosso peneirento bico. Em nome do Sporting, e do croquete...