sábado, maio 05, 2007

Once Upon a Time in the West


- O quinto parágrafo desta peça no The Guardian sobre a caótica noite eleitoral escocesa termina com um dos mais apropriados erros tipográficos de que tenho memória.

- Os ouvintes da BBC 6 não encontram qualquer redenção estética na rima ghost/toast. Pedantes.

- Quem é que idealizou o novo formato das fotografias dos cronistas no DN online? Sergio Leone? A expansão de céu azul em extreme wide shot atrás dos crânios reduzidos de Vasco Graça Moura, João Miranda e Ferreira Fernandes significa o quê, exactamente? E porque é que o mesmo efeito não foi aplicado a todos os cronistas? E - mais importante - serei eu o único leitor a achar que a composição teria muito mais impacto se uns bocadinhos de Monument Valley fossem adicionados à mistura?

- O Record arranjou maneira de me explicar aquilo que está verdadeiramente em causa na polémica da Câmara de Lisboa.

- A corrida 2000 Guineas em Newmarket foi ganha pelo cavalinho Cockney Rebel, cujo nome foi gentilmente cedido por Steve Harley, ex-vocalista da banda londrina com o mesmo nome. A reportagem do Channel 4 (hoje não fui à pista) conseguiu apanhar Steve Harley nas bancadas e colocou-lhe um microfone à frente da boca: "I have lived a life and I have just lived it all again in two minutes there." Steve Harley é responsável por uma canção chamada «Sebastian». Lembro-me de ouvir «Sebastian» pela primeira vez no Bar da Associação de Estudantes da FLUL, uma experiência auditiva que durou cerca de quatro mil anos; entendo perfeitamente o insólito processo temporal a que Steve Harley se refere.

1 comentário:

inês disse...

O VGM (e o comentário, vá) está o máximo!